Este artigo é sobre Tecnologia

Inovação e o seu DNA

Paulo Henrique Bezerra

Consultor de Inovação

Publicado em
25 de Novembro de 2020

Entenda os comportamentos e atitudes de uma pessoa inovadora!

Um livro que gosto bastante é o “DNA do Inovador”. Ele é fruto de 3 estudiosos norte-americanos: Jeff Dyer, Clayton Christensen e Hal Gregersen, e de uma conversa sobre de onde vem ideias disruptivas e a avaliação sobre o que as pessoas, que as criam, tem de diferente. Eles pensaram o seguinte: Vamos estudar os inovadores de negócios e ver se podemos descobrir o que desencadeia novas ideias! E assim fizeram. Estudaram milhares de inovadores de negócios como Jeff Bezos, o fundador da Amazon, como Marc Benioff, o fundador da SalesForce.com, Michael Dell, fundador da Dell. 

Para exemplificar, Jeff Bezos estava navegando na Internet quando se deparou com um site que mostrava que o uso da Internet estava, basicamente, aumentando exponencialmente e quis aproveitar essa onda. Marc Benioff estava nadando quando se perguntou por que não poderia entregar software da mesma forma que a Amazon entrega produtos pela Internet. Michael Dell disse que sua ideia para seu modelo de negócios veio de desmontar os computadores e reagrupar sozinho as peças, e notou que poderia comprar todas as peças por US$ 700 enquanto o produto pronto era vendido por US$ 2.500.

O estudo conclui que os comportamentos de pessoas inovadoras passam por exercer atitudes como: Questionar, observar, fazer networking, e experimentar. Essas características somadas geram um comportamento novo chamado Pensamento Associativo. Busquei dicas sobre como desenvolver cada comportamento, e fornecer um guia rápido para quem estiver nessa leitura:

Questionamento: Exercitar o “question-storming”. Enquanto o conhecido “brainstorming” é sobre se reunir com um grupo, o “question-storming” tem uma pequena diferença: fazer tal exercício sozinho e a partir de um problema.  Albert Einstein disse uma vez que poderia inventar muitas coisas sozinho, e somente depois, remover a monotonia a partir do estímulo e das experiências de outras pessoas.

Observação: Você está procurando surpresas. E o mundo externo é uma ótima fonte! Busque temas diferentes do seu cotidiano a partir dos chamados “3 Cs”: clientes, concorrentes e países (“countries, em inglês). Recomenda-se ir em conferências que podem ser um pouco fora da sua área, e assistir as pessoas falando sobre campos e domínios que podem ser novos ou diferentes. Isso pode desencadear novas ideias do que ir a uma conferência adequada para sua área

Networking: Existem dois tipos diferentes de rede: A rede de recursos, na qual você tem algo que precisa implementar e precisa dos recursos para fazer isso. E a rede de ideias, onde você busca informações que podem ser complementadas entre pessoas. Dividir isso nesses 2 grupos pode apoiar na escolha para compartilhar uma atividade. Você pode ter um grupo de cinco ou seis pessoas de áreas variadas e que façam uma reunião mensal para compartilhar problemas. 

Experimentação: Aqui a dica é ser rápido e, se errar, que seja barato. Exemplos são vários: Steve Jobs usou um curso de caligrafia para apoiar no desenvolvimento do primeiro computador MAC. A Amazon realiza anualmente milhares de experimentos, e criou recentemente uma variedade novos serviços como Amazon Video, Amazon Music, Amazon Echo, Alexa, Prime, Fresh Food, e tem isso como política: Quanto mais você fizer experimentos, maior será a probabilidade de acertar em algo que pode ser grande. Thomas Edison disse uma vez: “Eu não falhei, acabei de encontrar 10.000 maneiras que algo não funciona." 

 O Google tem um website somente para demonstrar seus experimentos que falharam: https://killedbygoogle.com/

Apesar do título do livro, a inovação não é um dom genético, que vem no DNA. Ela pode ser desenvolvida se agirmos de acordo com atitudes como essas. Eu criei um acrônimo próprio toda vez que quero refletir sobre inovação, e usar o DNA como algo para me lembrar: “D.N.A. – Disrupção Nasce de Atitudes”. 

Espero que esse texto possa ter ajudado na sua própria busca. 

 

Este artigo é sobre Tecnologia

Fale conosco

Entre em contato conosco e saiba como podemos apoiar a sua empresa no caminho rumo à transformação digital

manage cookies