Este artigo é sobre Tecnologia

O futuro das finanças no Brasil

Rodrigo Rocha Scarpelli

CEO at Blomia

Publicado em
24 de Setembro de 2021

Você já ouviu falar na Agenda BC+?

O FUTURO DAS FINANÇAS NO BRASIL

 

O sistema financeiro é composto de muitos agentes diferentes, desde bancos, financeiras, adquirentes, bandeiras, até fintechs. Entretanto, apesar de todos os players o que existem hoje, na verdade, há uma concentração enorme em poucas empresas conhecidas de todos, os 5 grandes bancos brasileiros que hoje, apesar de todos os bancos digitais que surgiram nos últimos anos, mantém 85% do mercado financeiro em suas mãos.

 

Diante deste cenário, o Banco Central do Brasil (BCB) criou a Agenda BC+, uma agenda de ações que já foram tomadas, estão sendo tomadas e serão tomadas para que os serviços financeiros se democratizem e cheguem a todos os brasileiros, para que a qualidade dos serviços suba consideravelmente, e para criar mais competitividade e, consequentemente, para que os preços e custos caiam.

 

Com este “apoio” do BCB abriu-se espaço para o surgimento das Fintechs e para uma grande digitalização das transações realizadas no dia a dia, mas o que é uma fintech? Nada mais que uma instituição financeira que geralmente foca em um produto específico para poder servir da melhor forma possível e com grande diferenciação na sua oferta.

 

Com o surgimento destas instituições, atualmente, ficou mais fácil para o brasileiro estar “conectado” com o sistema financeiro. Antes da pandemia, no início de 2020, havia no Brasil mais de 45 milhões de pessoas que não tinham nenhum contato com qualquer instituição financeira. Estavam totalmente às margens das oportunidades e possibilidades o sistema pode abrir.

 

Hoje o cenário mudou um pouco. Não temos os chamados “desbancarizados”, mas houve um grande crescimento dos “semi-bancarizados” que, no total, acredita-se que aproximadamente 100 milhões de brasileiros estejam nesta situação. Utilizam o sistema financeiro de forma muito incipiente, não conseguindo se beneficiar de tudo que é possível. A maioria destas pessoas são, de acordo com o IBGE, das classes C, D e E e vivem nas favelas, periferias e no interior do país.

 

A grande surpresa é que apesar destas pessoas movimentarem mais de R$1 trilhão por ano, eles estão sendo mal atendidos, assessorados e orientados. No geral, diria até maltratados pelo sistema financeiro. Foi aí que a No Caixa enxergou uma oportunidade social e financeira.

 

A No Caixa é uma fintech focada nas classes C, D e E, que está sendo acelerada pelo Qintess Ignite startups 2021, busca trazer para estas pessoas a única plataforma financeira que realmente transforma a vida das pessoas no dia a dia, pois somente realizamos produtos financeiros do dia a dia. Saques, depósitos, pagamento de boletos, tanto bancários quanto de concessionárias. Além disso, oferecemos seguros e benefícios, criados diretamente para estas pessoas e o melhor, com os menores valores do mundo!

 

Todavia, porque somos tão ousados e diferenciados? Porque decidimos fazer a diferença na sociedade e trazer tudo isso com as melhores tecnologias existentes e tudo isso com um valor acessível para quem tem uma renda menor. E o melhor: tudo de forma digital, na palma da mão das pessoas.

 

Acreditamos que o futuro das finanças seguirá a estrada de baixo custo e digitalização. Por isso saímos na frente. Conheça a No Caixa e descubra todos os benefícios que o sistema financeiro pode oferecer.

Este artigo é sobre Tecnologia

Fale conosco

Entre em contato conosco e saiba como podemos apoiar a sua empresa no caminho rumo à transformação digital

manage cookies